Flexibilidade de empresas chama a atenção de professor da FGV

Flexibilidade de empresas chama a atenção de professor da FGV

De repente, a realidade do home office invadiu as empresas de todo o mundo, com a necessidade do isolamento social imposto pela pandemia de Covid-19, e a “Produtividade e o equilíbrio no trabalho remoto” foi tema de webinar no CRA-MG, com a participação do diretor da FYK – For Yout Knowledge e professor do MBA da FGV, Anderson R. Oliveira, e com a intermediação dos componentes do Grupo de Gestão de Pessoas, Adm. Alexandre Péret e Adm. Carol Fernandes. Assista completo aqui.

Anderson ressaltou o que é de conhecimento geral, que “ninguém se preparou para a situação da pandemia”. No entanto, o professor enfatizou o lado do aprendizado durante o período. De acordo com ele, o que se viu foi que muitas empresas pensavam no trabalho remoto, mas em longo prazo, algo para ser implantado até 2030. Com a pandemia, o projeto teve que ser adaptado, ao mesmo tempo em que era colocado em prática.

Segundo o diretor da FYK, apesar dos acontecimentos repentinos, ele admira a flexibilidade de empresas e pessoas em correrem os riscos para que tudo continuasse funcionando, enquanto acontecia a adaptação, como o empréstimo de equipamentos por parte das empresas aos funcionários que necessitavam. Ainda na visão de Anderson, na maioria das empresas em que acompanhou o processo, não foram estabelecidas regras para a modalidade do trabalho remoto, mas sim foram sendo estabelecidas as exceções, como horário limite para o trabalho, código de posturas em reuniões e lives, entre outros ajustes. Em linhas gerais, o professor da FGV acredita que o cenário foi se adaptando e que esta é a realidade do futuro: “O futuro vai ser acelerado, com mudanças aceleradas, transformações contínuas, e a gente, no meio do caminho, vai aprendendo, se moldando e lapidando”.

Clique aqui e fique por dentro de todos os eventos virtuais realizados pelo CRA-MG.