Governança corporativa na gestão de pessoas é discutida em live

Governança corporativa na gestão de pessoas é discutida em live

Ontem, às 14h, o Conselho Regional de Administração de Minas Gerais transmitiu o Webinar: “A Governança Corporativa na dimensão pessoas no novo normal” (clique aqui e assista). O evento faz parte de uma série de lives que o Conselho vem desenvolvendo durante o isolamento social, resultante da pandemia do novo Coronavirus.

O webinar contou com a participação do Adm. Alexandre Péret, do Adm. Sandro Márcio da Silva e da Coordenadora Geral do IBGC, Monica Cordeiro, que abordaram o cenário geral do grau de maturidade em governança das empresas brasileiras, discutindo a influência de uma boa governança na formação da cultura empresarial.

Mônica Cordeiro iniciou a conversa explicando o papel do IBGC (Instituto Brasileiro de Governança Corporativa), que visa a desenvolver conteúdo sobre governança, capacitar profissionais e até desenvolver planos de advocação. “O IBGC coloca a governança em pauta. Nós vemos importância neste papel, formando bons agentes de governança e identificando boas práticas no ambiente de modo geral.”, explicou a Coordenadora.

A Coordenadora Geral do IBGC afirmou que os escândalos de corrupção, como a Operação Lava Jato, por exemplo, ajudaram a difundir e evidenciaram os programas de governança e compliance dentro das empresas, provocando a reação das pessoas em querer uma boa gestão dentro das organizações, e ressaltou que é necessário que a definição de governança esteja bem estabelecida e difundida na sociedade.

Sobre a governança no cenário mineiro, Monica explicou que as empresas avançaram muito, principalmente as de capital aberto (por causa de exigências legais), mas ressaltou que as empresas de capital fechado (familiares ou pequenas empresas) ainda precisam evoluir muito. “As empresas menores têm um longo caminho pela frente, especialmente na dinâmica de conselhos de Administração, pois a teoria é bem diferente do que vem sendo desenvolvido na prática”, afirmou.

Ao final do Webinar, Monica Cordeiro disse que o mundo profissional da governança já não engloba somente os Administradores, Engenheiros e Advogados (que antes eram os mais comuns), muito por causa da facilidade que a internet proporciona, possibilitando reuniões de conselho, aproximando pessoas e barateando custos, aumentando a acessibilidade para qualquer profissional. “Com essa facilidade (reuniões web), você pode fazer uma composição de conselho com comitês de especialistas que estarão em qualquer lugar do mundo”.

Hoje, o mercado olha para o conjunto de habilidades que um profissional deve ter e como elas vão ajudar no crescimento dos conselhos e comitês de governança das empresas. Os Administradores apresentam qualidades interessantes para isso, como a visão de processos, de gestão e humanitária, que são características únicas, raras e de extrema importância para compor uma equipe de governança.