Setor de Recursos Humanos é essencial durante e após crise da Covid-19

Setor de Recursos Humanos é essencial durante e após crise da Covid-19

Com 87 anos, a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais – Fiemg sempre esteve à frente em inovação, e durante a crise causada pela pandemia de Covid-19 não poderia ser diferente. O gerente de Recursos Humanos da instituição, Adm. Tito Borges, contou, durante o webinar “A Gestão de Pessoas na Fiemg e suas sugestões para a retomada da economia”, como foi a implantação do trabalho home office e como as empresas devem agir na gestão de pessoas para a retomada da economia.

De acordo com o gerente, foi formado um comitê de crise com a junção de várias áreas, que criou um “Protocolo de Boa Convivência”, com o qual estabeleceu alguns procedimentos, como a utilização de banco de horas, cessão de férias coletivas e individuais, pagamento diferenciado nas férias, entre outros. Para a definição destes procedimentos, 6,2 mil postos de trabalho em todo o estado foram analisados para possibilitar uma estrutura que desse condições de trabalho a todo os funcionários que cumprissem a modalidade home office, mesmo nas regiões mais deficientes em tecnologia.

Para o retorno das atividades presenciais, o mesmo mapeamento dos serviços e dos postos de trabalho será feito, a fim de identificar, por exemplo, a possibilidade de algumas atividades continuarem sendo exercidas, em alguns períodos, por home office: “Será que precisa que todos estejam presentes o tempo todo?”, indaga, o gerente de RH.

Recursos Humanos

Ao ser perguntado pelos mediadores, Adm. Alexandre Péret e Adm. Sandro Silva, membros do Grupo Temático de Gestão de Pessoas do CRA-MG, sobre o que as empresas devem fazer para saírem mais fortes da crise, Borges fez um convite aos empresários: “Coloque o RH ao lado direito da sua cadeira. O setor de Recursos Humanos é parceiro nas finanças e no planejamento, ele tem a sensibilidade para que as pessoas se engajem e o objetivo aconteça. A criatividade está nas pessoas”, ressaltou.

Já para os profissionais de Recursos Humanos, o Administrador alertou que estes devem se atentar às novas formas de relacionamento, para que a distância, mesmo ao retornar as atividades presenciais, “não seja um peso no dia a dia”.

Clique aqui para assistir ao webinar.