Webinar mostra as habilidades necessárias para quem deseja atuar na área

Webinar mostra as habilidades necessárias para quem deseja atuar na área

Coach alimentar, coach personal trainer, Stylist coach. Estas são algumas nomenclaturas que vemos por aí para denominar profissionais que trabalham com coaching em algo específico. Mas, de acordo com Rosângela Pedrosa, presidente da International Coaching Federation – Capítulo Minas, o coach não tem uma especialidade. Para ela, se a função precisa de um “complemento” para explicar o que realiza, algo está errado.

A presidente da International Coaching Federation – Capítulo Minas foi a convidada do webinar “Coaching e a Construção Compartilhada da Performance” (assista aqui), realizado pelo CRA-MG, e apresentado pelos Administradores Alexandre Péret e Sandro Silva, coordenador e membro do Grupo Temático de Gestão de Pessoas do Conselho, respectivamente. O webinar falou sobre a atuação do coach, o mercado de trabalho para o profissional de Administração e o cuidado que se deve ter ao contratar profissionais que se intitulam coaches.

Durante a apresentação, Rosângela explicou que coaching é uma “parceria de igual com o cliente. O coach ajuda a descobrir como usar melhor o seu potencial. Ajuda a pessoa a acessar recursos próprios, que, sozinha, ela não consegue”, ressaltando que se deve ter cuidado ao contratar profissionais que prometem milagres após o processo e que fazer coaching não é o mesmo que fazer terapia.

Para aqueles que desejam atuar na área, a coach enfatizou as habilidades que devem ser características desse profissional: saber escutar, ser empático e humano. “Para ser tornar coach, é necessário alto investimento e estudo constante. É uma área fácil de entrar, mas difícil de se manter com reputação no mercado”, concluiu Rosângela, ressaltando a banalização que vem ocorrendo com a metodologia.

Acesse aqui e veja quais são os próximos webinars.

Inscreva-se no canal do CRA-MG no youtube e não perca nenhum evento!