Modalidades geram mais celeridade e praticidade à solução de conflitos

Modalidades geram mais celeridade e praticidade à solução de conflitos

Será possível a solução de um litígio de forma que todos os lados saiam ganhando em um país em que a cada duas pessoas, uma está envolvida em algum processo (dados: Camarb)? Os debatedores do webinar “Mediação e Arbitragem em Tempos Críticos” acreditam que sim, se forem utilizadas as modalidades de Mediação e Arbitragem. O evento foi realizado ontem (25/06), mediado pelo conselheiro do CRA-MG e membro do Grupo Temático de Perícia, Adm. Rômulo Larcher, e teve como convidados, o Coordenador geral do Programa Brasileiro de Boas Práticas em Mediação, Conciliação e Arbitragem, Adm. Gilberto Zereu, o Presidente da Camarb Brasil e do seu conselho consultivo, Adm. Augusto Tolentino, e o Diretor da Ibape-MG, árbitro na Camarb, Caminas e ICC – Paris, Adm. Onofre Junqueira Júnior.

De acordo com os participantes do webinar, a Mediação e a Arbitragem são os métodos mais adequados para diversos conflitos, no entanto, ainda são pouco utilizadas. Para o Adm. Onofre Junqueira, a crise intensifica os conflitos, que ainda se potencializa com uma nova matriz de risco, que é a ausência de segurança jurídica. Recorrendo à judicialização para a solução desses conflitos, corre-se o risco de chegar a uma solução bastante prejudicial, já que o método judicial é binário, ou seja, uma parte ganha e a outra perde. Já recorrendo às outras modalidades, tem-se uma solução de “ganha/ganha”: “A negociação é a porta de saída, a mediação e a arbitragem empresarial procuram preservar o negócio, então o mediador ou o árbitro fazem com que as partes enxerguem o que é possível fazer. Há uma abertura de diálogo”, ressaltou. O Administrador ainda completou que os métodos são mais rápidos e práticos para a solução de um litígio, do que o processo judicial.

Clique aqui e assista ao evento completo.