Vice-presidente do CFA destaca mudanças positivas na Gestão Pública

Vice-presidente do CFA destaca mudanças positivas na Gestão Pública

O vice-presidente do Conselho Federal de Administração – CFA, Adm. Rogério Ramos, encerrou a noite de abertura do II Fogesp com a palestra “Gestão Pública em Tempos de Pandemia”. O Administrador dividiu sua apresentaçãoem três pontos: Por que a pandemia chegou no estágio atual no Brasil? Quais os impactos provocados? E quais os desafios e as ações da gestão pública?

De acordo com o vice-presidente, os próprios números de mortos e infectados no Brasil já são um desafio para qualquer gestão, já que estes são imprecisos, devido aos casos assintomáticos ou àqueles que não procuraram unidades de saúde. Outro fator que agravou a situação, segundo o palestrante, foi não ter uma situação linear da doença em todo o Brasil.

Com relação à economia, Rogério Ramos ponderou que, embora alguns setores tenham sofrido frontalmente, outros acabaram evoluindo com a mudança de hábitos das pessoas, como supermercados e serviços de delivery, completando que alguns setores tiveram que se reinventar, ressaltando o serviço público, que teve resultado positivo em alguns órgãos, devido ao aperfeiçoamento imposto pelo trabalho remoto, como aeducação à distância, mesmo em escolas públicas, trazendo uma evolução para o setor público, que Rogério acredita que não terá volta.

Em relação às ações da gestão pública para o combate à pandemia, o palestrante evidenciou os gestores brasileiros: “Nós temos bons gestores no Brasil em várias esferas, que buscaram alternativas que acabaram se tornando uma política pública consolidada”.

Ressaltando o Sistema Único de Saúde (SUS), o palestrante fechou sua apresentação emocionado, lembrando as vidas perdidas e exaltando todo o serviço público, citando Einstein: “A crise é a maior bênção que pode acontecer às pessoas e aos países, porque a crise traz progresso (…) Quem supera a crise, supera a si mesmo sem ter sido superado”.