Webinar sobre o Modelo MBTI marca noite de segunda-feira no CRA-MG

Webinar sobre o Modelo MBTI marca noite de segunda-feira no CRA-MG

Na noite da última segunda (31), o CRA-MG realizou o webinar “Por que o modelo MBTI faz tanto sucesso nas empresas?” Uma conversa ministrada entre Adriana Fellipelli, Fundadora e CEO da Fellipelli instrumentos de diagnóstico e desenvolvimento organizacional, e o Adm. Alexandre Péret, Diretor executivo e conselheiro de organizações.

A dupla começou o evento com um “overview” sobre o MBTI. “na verdade esse indicador foi construído com base nos tipos psicológicos de Jung, quando o mesmo teve um desentendimento com Froid a muito tempo, e foi quando Jung desenvolveu a teoria dos tipos psicológicos. O modelo MBTI em si foi construído por mãe e filha (Myers-Briggs), ambas estudaram profundamente os tipos psicológicos de Jung e se aprofundaram e aperfeiçoaram os métodos.”, explicou Adriana.

O debate foi se desenvolvendo, principalmente, sobre como o modelo foi melhor e mais conhecido ao longo do tempo. A CEO da Fellipelli chamou as gestoras de RH, Mylene Ribeiro e Bianca Bettio para trazer experiências reais com o MBTI, e como eles ajudaram na prática nas empresas: “Eu havia feito um plano de desenvolvimento para o ano, e dentro desse processo a gente entendia que tinha um desafio grande para a liderança. Hoje nós temos 25 coordenadores.  No total e 80% são formados pela própria companhia, vimos que a maioria não tinha experiência alguma para os cargos, então focamos boa parte do nosso budget de 2021 em treinamento no fortalecimento das competências de liderança dos nossos coordenadores. Nós construímos uma trilha com 12 encontros para os módulos que íamos trabalhar  e queríamos começar com um processo de auto-reflexão e autoconhecimento usando uma ferramenta de personalidade”. Citou Mylene.

Antes de finalizar, os participantes ainda conversaram sobre como o modelo consegue ajudar em uma gestão de grupo e como a comunicação interpessoal pode melhorar depois que o modelo é aplicado. “Uma pessoa que não se conhece, não consegue desenvolver uma equipe. Se eu não consigo me desenvolver, como vou convencer minha equipe para desenvolvê-la? A liderança não acontece assim. Um líder precisa se conhecer, aí sim ele começa a conseguir se tornar um líder, e é nessas horas que justamente os impactos de liderança caem sobre a equipe, Ficam mais produtivas, Percebemos mudanças de comportamento, a equipe fica mais engajada e entrega mais resultados, esse é o principal retorno.” Finalizou Bianca.